* mais sobre nós

* CONDEIXAbrincar

<< o grupo CONDEIXAbrincar sente-se em acção :) >>

* Pensamento da Semana

A vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido. Buda

* posts recentes

* ...

* Dia Mundial da Criança!

* Actividade com APPACDM de...

* Entrevista realizada a Lu...

* Entrevista Coordenadora e...

* Entrevista Vereadora da C...

* Entrevista Casa da Crianç...

* Entrevista Bairro do Cicl...

* Actividade no jardim-de-I...

* Querem conhecer os jardin...

* Fotos Jardim-de-Infância ...

* Venham conhecer os Parque...

* Fotos da Casa da Criança

* Mais alguns jogos tradici...

* Museu com BRINQUEDOS TRAD...

* Datas a assinalar - Dia M...

* Afirmação do Ministro da ...

* Datas a assinalar - Dia I...

* FELIZ PÁSCOA

* Avalação da disciplina - ...

* Novas actividades

* DIA DA MULHER

* Entrevistas já realizadas

* Actividades realizadas no...

* No "mundo" das entrevista...

* Plano mensal de actividad...

* Chegou o Carnaval!

* Os Direitos da Criança

* A História da nossa vila

* Divulgação de entrevista....

* Tradições em Condeixa!

* Declaração Universal dos ...

* Fotos da nossa vila!

* Tradições da nossa vila.....

* Citações pertinentes

* Notas de AP

* Anteprojecto

* Um diálogo que nunca exis...

* Plano Anual de Acvtividad...

* Condeixa-a-Nova

* BI do grupo:

* Filme do CCC!

* Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

* arquivos

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* pesquisar

 

* subscrever feeds

Sábado, 10 de Maio de 2008

Actividade com APPACDM de Montemor-o-Velho

sintimo-nos: bastante orgulhosas...
publicado por condeixabrincar às 15:25

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Entrevista realizada a Lurdes Breda, a escritora de livros infantis:

            Algumas perguntas realizadas pelo grupo, antes da actividade da APPACDM -Unidade Funcional de Montemor-o-Velho -, à escritora Lurdes Breda:

 

Como nasceu este gosto de escrever?

O gosto de ler e escrever nasceu da necessidade de fazer algo (risos).

 

Porque esta ligação à escola da APPACDM?

É uma ligação puramente afectiva e, também, colaboro na causa defendida pelo grupo. É um trabalho lúdico com o lado humano que mostra pessoas deficientes, mas que são completamente autónomas (como vocês podem ver).

Para além de sensibilizarem o outro, este grupo tem como objectivo socializar os meninos da APPACDM e torná-los mais autónomos.

Quando começámos foi bastante complicado, mas, posteriormente, eles foram desenvolvendo as suas capacidades e aptidões possibilitando, hoje, esta actuação.

 

Como se vai proceder a actuação?

Vou ler o livro, contar a história por palavras minhas para se tornar mais atractivo, interagindo com as crianças (fazendo perguntas para perceber se eles estão a entender e a gostar). Para tornar o ambiente ainda mais divertido, os meninos da APPCDM vão representar a história, encarando determinadas personagens e vestidos a rigor. E, ainda, vão participar com umas músicas tocadas por eles.

Em relação ao meu livro, é acessível, mas um pouquinho formal, pois as crianças têm de aprender novas palavras e sons.

 

Durante a entrevista a escritora informou-nos, também, de algumas obras da sua autoria:

 

*      “O misterioso falcão de jalne”

*      “A outra face do luar” (contos ilustrados, mais complexo)

*      “Contos com vinho madeira” (de uma colectânea)

*      “Asas de vento e sal” (ilustrado pelos meninos da APPACDM)

*      “Folhas ao vento”

*      “Zuleida, a princesa moura” (claro…)

*      Entre outras…

 

 

Para contactar o grupo:

** escolaappacdm.montemor@sapo.pt **

 

No dia 9 de Maio este grupo vai estar no Teatro Gil Vicente a apresentar um conto de Miguel Torga, «Os Bichos» (poesia, dança e música).

 

sintimo-nos: informadas!!
publicado por condeixabrincar às 08:57

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Entrevista Coordenadora e Professora da escola do 1.º ciclo

Balanço da entrevista à Coordenadora e Professora Alcina Dias 

 Depois de realizada a entrevista à Coordenadora e Professora da Escola Básica do 1.º Ciclo de Condeixa-a-Nova, o grupo considera que a entrevista correu de forma bastante positiva, visto termos sido recebidas de uma forma muito agradável, com grande simpatia, amabilidade e gentileza.

Em jeito de balanço, o grupo julga que a entrevista foi bastante produtiva, já que contribuiu para consolidarmos os nossos conhecimentos - até ao início das entrevistas o nosso conhecimento era apenas teórico - acerca da ludicidade, do jogo em concreto, das actividades preferidas pelas crianças desta idade (6 – 9), assim como, em que condições se encontram os espaços lúdicos da escola, onde as crianças brincam; as parcerias existentes entre a escola e outras instituições, bem como, a opinião dos educadores sobre a educação da escola foram aspectos por nós inquiridos nesta entrevista.

Assim sendo, e questionando sobretudo os pontos acima enunciados, podemos averiguar através desta entrevista que os jogos da preferência da maioria das crianças são os jogos computadorizados / videojogos, muitas vezes deseducativos e violentos, passando as crianças, de hoje em dia, muito tempo debruçadas sobre este tipo de jogos, “negligenciando” a prática desportiva e ao ar livre, uma vez que os jogos tradicionais não revestem o seu maior interesse, pelo que as professoras, por este motivo e também por falta de tempo, devido à excessiva carga lectiva, não os divulgam muito junto dos seus alunos. No que se refere à prática de jogos, verificámos que não existe distinção quanto ao sexo, pois rapazes e raparigas gostam do mesmo tipo de brincadeiras, além disso, as educadoras visam combater atitudes sexistas, por parte das crianças. Constatámos, que quanto ao uso das TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) uma situação óptima e cómoda, para alunos e professores, está ainda muito longe de ser atingida, já que existe apenas um computador por sala – para cerca de 20 alunos – e o seu estado não é o mais moderno e eficaz.

O gosto pela leitura nestas idades foi outro dos aspectos que podemos constatar com a realização desta entrevista. As crianças nesta idade escolar têm um gosto muito aguçado pela descoberta, pelo que a leitura torna-se um meio de satisfazer a sua curiosidade. No entanto, a leitura dentro da sala de aula tem de ser transmitida às crianças através do lúdico – assim como todas as actividades e aprendizagens -, para que não se torne uma actividade aborrecida e monótona.

A escola realiza várias parcerias com as instituições locais para dinamizar as actividades lúdicas das crianças e sempre que há um dia especial ele é assinalado de forma divertida na sala de aula, não negligenciado nem a ludicidade nem a aquisição de conhecimento.

O espaço físico da escola do 1.º ciclo de Condeixa é amplo, moderno, recente (a escola foi construída acerca de 5 anos), agradável e acolhedor; é constituído também por um grande número de salas de aula – esta escola alberga todos os alunos que vivam na zona de Condeixa ou onde tenham fechado as escolas das suas aldeias, pertencentes ao concelho – com vários armários de apoio, quer para alunos e professores, e um pequeno laboratório, uma espécie de sala mais pequena. O espaço exterior é acolhedor, onde as crianças brincam e convivem; como a professora Alcina nos contou, era já há muito sentida a falta de um espaço coberto, onde as crianças pudessem brincar aquando do tempo mais chuvoso - actualmente encontra-se em construção.

Podemos averiguar que a classe social dos pais desta escola é muito díspar e homogénea, e que esta influencia a aprendizagem e o modo como a criança assimila os conhecimentos. O carinho e a afectividade nestes alunos têm que ser muitas vezes compensados pelas professoras, pois em casa, no seio da família, as crianças são muitas vezes “esquecidas” pelos pais, devido ao ritmo de vida alucinante da sociedade actual e pela exigência cada vez maior do currículo escolar, que obriga as crianças a passarem muito tempo na escola; os seus problemas, os seus anseios, as suas alegrias, as suas dúvidas e “porquês” são relegados para segundo plano, pois o convívio com os pais é pouco aprofundado.

No que se refere à participação dos encarregados de educação na escola dos seus educandos, esta é muito vaga e apenas uma pequena minoria participa de forma activa e construtiva.

         A realização desta entrevista constituiu um óptimo recurso para enriquecer o nosso projecto, pois permitiu-nos ouvir a opinião de uma profissional que se encontra no “terreno” e que para além de ser professora, e de estar todos os dias a educar e a trabalhar com as crianças, é também coordenadora desta instituição educativa. Além disso, permitiu-nos observar de perto como são as brincadeiras e as relações entre as crianças, como convivem e resolvem os seus conflitos, estruturando assim a sua personalidade e identidade própria.

sintimo-nos: preparadas...
publicado por condeixabrincar às 23:33

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Entrevista Vereadora da Cultura e Educação da CMC

Conclusão da entrevista à Vereadora da Cultura e Educação da CMC

 

       Consideramos que a entrevista correu bem e que fomos recebidas com simpatia e grande disponibilidade. Sendo ela o ponto de partida da nossa investigação-acção, pensamos que a entrevista foi bastante enriquecedora, pois permitiu-nos tomar conhecimento e compreender os projectos que a Câmara Municipal de Condeixa visa empreender na vila (quer no que toca à promoção de actividades, quer à construção de infra-estruturas) e adquirir alguns conselhos quanto à prossecução do nosso trabalho de projecto.

            Do que pudemos constatar, a CMC considera importante a valorização das tradições, nomeadamente as da vila. Os jogos tradicionais assumem especial importância numa altura em que a crescente globalização e o avanço da tecnologia põem em causa a diversidade de culturas. Assim, a vereadora mostrou o seu agrado pelo nosso tema de trabalho.

            Por último, verificámos que a CMC se preocupa bastante com os tempos livres das crianças e as actividades em que estas devem participar. Deste modo, coloca em primeiro plano a segurança e as boas condições físicas das infra-estruturas e equipamentos da vila. Promove igualmente a realização de actividades que visem o exercício físico e o relacionamento saudável entre crianças/jovens.

          Resta-nos agradecer à Dr.ª Margarida Guedes, vereadora da Cultura e Educação da CMC, a disponibilidade e amabilidade com que nos recebeu, mostrando-se mesmo disposta a colaborar com o nosso grupo na realização da exposição de brinquedos e jogos tradicionais da vila de Condeixa.

sintimo-nos: interessadas
publicado por condeixabrincar às 21:25

link do post | comentar | favorito

Entrevista Casa da Criança

Resumo da entrevista à Casa da Criança

 

            Para conhecermos melhor as instalações educativas para crianças dos 3 aos 10 anos de idade da vila de Condeixa-a-Nova, completámos o leque de entrevistas já realizadas com mais uma. Esta foi feita à Casa da Criança de Condeixa-a-Nova e aqui apresentamos um pequeno resumo com os aspectos mais importantes que nela se encontram.

 

  - Segundo a educadora com quem falámos, as actividades que a Casa da Criança tenta dinamizar (leitura de livros, construção de puzzles, pintura, entre outras) têm sempre como objectivo principal desenvolver as crianças a nível físico e mental.

  - A Casa da Criança costuma realizar actividades, tentando integrar os pais, como é o caso do Dia da Mãe e do Dia do Pai. Promove mesmo um “Dia da Família”. Tenta igualmente colaborar com outras instituições (APPA, Câmara, ETAP), como por exemplo na produção de desfiles de Carnaval, como referiu a educadora: “(…)  participamos em actividades que a Câmara nos solicita (…)”.

  - Quanto aos jogos tradicionais da vila, a educadora mencionou que não costumam ser praticados, reconhecendo ser uma “lacuna”.

  - Esta instituição educativa aborda temáticas importantes, como o inglês, ginástica, música e TIC. Esta actividade provoca grande entusiasmo e participação por parte das crianças.

  - Por último, como nos indicou a educadora, a Casa da Criança tenta envolver os pais em variados domínios: “(…) no início do no lectivo, (…)” damos “(…) um inquérito para os pais darem ideias sobretudo para os projectos e aí eles participam, dão ideias que têm a ver com as actividades extracurriculares, interesses das crianças...”, embora estes não participem significativamente, como a educadora mostrou gostar que o fizessem.

 

Resta-nos agradecer à educadora e à Casa da Criança pela disponibilização desta entrevista e pela simpatia com que nos recebeu!
sintimo-nos: prontas para aprender mais!!
publicado por condeixabrincar às 21:19

link do post | comentar | favorito

Entrevista Bairro do Ciclo (14/02/2008)

 

Balanço -- Entrevista à educadora do Jardim-de-Infância do Bairro do Ciclo

 

 

Na nossa opinião, esta entrevista correu muitíssimo bem, pois a educadora recebeu-nos bem, foi muito simpática e amável, respondendo a todas as nossas perguntas com abertura. Para além disso, mostrou-se disponível para ajudar no que fosse necessário para o nosso projecto, disponibilizando brinquedos tradicionais que possui, para a exposição que vamos realizar ainda neste período.

Podemos concluir também que as crianças aprendem através dos jogos lúdicos (a matemática é um exemplo) “No pré-escolar tem de ser tudo feito assim, pois, de outra maneira, a criança não tem desenvolvimento intelectual suficiente para passar para o mundo o abstracto e tem de ser tudo na base do real e do lúdico.” As crianças, aprendem também através da leitura de histórias, mostrando-se muitíssimo interessadas; depois criam o seu “herói” aprendem a história e passam-na para a fase do jogo em que vivem as personagens e brincam com elas. As actividades que desenvolvem têm como objectivo principal desenvolver as crianças a nível físico e mental, socializá-las e, de um modo geral, a aprendizagem também de regras.

Os jogos tradicionais são utilizados nesta pré-escola (o lencinho vai na mão, a corda queimada, por exemplo), que servem para incutir regras, para a socialização e também para se divertirem.

As instalações do Jardim-de-infância são boas: tem uma cantina, um espaço agradável, onde as crianças podem brincar ao ar livre e, ainda, o “ATL”, onde se pode ver filmes, ouvir histórias, etc. As salas de aula, segundo a educadora, podiam ser maiores, mas não são más. Esta instituição educativa tem várias actividades, como a natação, a ginástica, entre outras.

Pudemos observar, que as crianças brincam todas em conjunto, ou seja, não há distinção entre meninas e meninos, a única distinção que fazem é entre crianças mais velhas e mais novas.

As crianças também trabalham com o computador, estimulam a leitura, a manipulação com o rato, e também é um método de estes lidarem com as novas tecnologias.

Os pais não se relacionam muito com o jardim-de-infância, contudo, por vezes, a educadora manda “TPC’s” para que os pais ajudem as crianças, com o objectivo de fomentar a relação dos pais com as crianças, em casa, ajudando-as a fazer os “trabalhitos” e a pesquisar assuntos na internet, permitindo, assim, uma maior ligação às telecomunicações.

sintimo-nos: no bom caminho!
publicado por condeixabrincar às 12:24

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Actividade no jardim-de-Infância do Bairro do Ciclo, com o apoio do grupo da APPACDM de Coimbra

                                   **  ....  ...   **

No passado dia 30 as Condeixabrincar organizaram uma actividade no âmbito do nosso projecto, “Como brincam as nossas crianças?”, com a colaboração do Grupo Instrumental Orff da APPACDM de Coimbra e da escritora infanto-juvenil, Lurdes Breda, para as crianças do Jardim-de-Infância do Bairro do Ciclo passarem uma manhã diferente.

A actividade desenvolveu-se tendo em conta o Dia Internacional do Livro Infantil e consistiu na apresentação dramatizada da obra “Zuleida, a princesa moura”. Esta nossa intervenção teve como objectivos principais:

- desenvolver nas crianças o gosto pela leitura;

- divulgar histórias infantis de origem portuguesa;

- desenvolver, junto das crianças, o gosto pela música;

- desenvolver a sensibilidade das crianças para as pessoas portadoras de deficiência.

O balanço que podemos fazer desta actividade é bastante positivo, uma vez que adorámos o contacto com as crianças, permitindo-nos observar as suas reacções de alegria, júbilo aquando da participação empenhada e extremamente interactiva que estabeleceram com o grupo que representou para esta “assistência” maravilhosa!

Podemos constatar que as crianças são muito activas e receptivas a actividades novas e originais e participam empenhadamente em todos os desafios que lhes se coloca.

Não podemos deixar de agradecer a enorme simpatia e abertura com que participaram nesta actividade educadoras e auxiliares da pré-escola, que acharam muito positiva e importante a dinamização de projectos como este para o crescimento e desenvolvimento harmoniosos das crianças.

Ah… e os nossos parabéns e congratulações vão inteirinhos para os nossos mais recentes amigos, os actores do Grupo Orff da APPACDM de Coimbra, que desempenharam a sua tarefa com um orgulho e dedicação extremos e mostraram uma simpatia e alegria incomparáveis tanto para com as crianças, como para nós; para a simpatiquíssima e extremamente talentosa Lurdes Breda e, por último, para a professora Lina que se mostrou muito amável, participativa e colaboradora para com o nosso grupo. Para estes o nosso muito OBRIGADA!

>> Os livros que o Jardim-de-Infância e o nosso grupo adquiriram vão reverter, em parte, para esta instituição da APPACDM. Brevemente, publicaremos as fotos desta actividade!

                                        http://www.eb1-porto-n15.rcts.pt/

sintimo-nos: em grande
publicado por condeixabrincar às 23:09

link do post | comentar | favorito

Querem conhecer os jardins-de-infância da nossa vila?

Olá pessoal!

 

Após várias entrevistas a algumas instituições educativas de Condeixa-a-Nova (Jardim-de-infância do Bairro do Ciclo e Casa da Criança), resolvemos publicar as fotos que tirámos a esses mesmos locais.

Esta experiência foi muito enriquecedora pois permitiu-nos conhecer melhor o ambiente onde a criança convive, se forma, aprende e constrói a sua personalidade. Tivemos também oportunidade de entender melhor os projectos e como se prepara a educação nestes meios.

Resta-nos agradecer a disponibilidade e a simpatia com que as educadoras/auxiliares dos respectivos jardins-de-infância nos receberam!

Esperamos que apreciem os slides! 

Nota: os slides correspondentes encontram-se nos posts "Fotos Jardim-de-infância do Bairro do Ciclo" e "Fotos da Casa da Criança". 

sintimo-nos: empenhadas!
publicado por condeixabrincar às 20:03

link do post | comentar | favorito

* links